Soneto

 

Peregrino

 

Eu sou um peregrino, nesta vida,

Que busca um porto certo p’ra ancorar.

Amores, tantos tive, mas em dívida,

 A vida deu-me, em paga, o meu sonhar

 

E sonho, às madrugadas, ao relento,

Na musa que inspire o meu talento.

Manhãs, eu vou ouvindo os passarinhos,

Inveja tenho, deles, dos seus ninhos.

 

Ali, encontram pouso e carinho,

Enquanto eu, peregrino, nas estradas,

Procuro e não encontro uma estada.

 

Assim, nas madrugadas, em meu caminho,

.Vasculho, todo o etéreo a procurar,

A estrela, onde, amor, eu possa achar!

 

Manoel Virgílio

Anúncios

2 comentários sobre “Soneto

  1. MEU POETA PEREGRINO,
    PEREGRINOS SOMOS TODOS QUE VIVEMOS A POETAR…
    PEREGRINOS SEMPRE ESTAMOS A SONHAR…
    COM ESTRELAS, SÓIS, GIRASSÓIS…
    SONHAMOS A VIDA TODA, O TEMPO TODO…
    SONHAMOS…
    SONHADORES PEREGRINOS…
    AH! OS POETAS…
     
    GRANDE BEIJO NO CORAÇÃO DESTA TAMBÉM PEREGRINA SONHADORA E…POETA!

  2. MEU POETA PEREGRINO,
    PEREGRINOS SOMOS TODOS QUE VIVEMOS A POETAR…
    PEREGRINOS SEMPRE ESTAMOS A SONHAR…
    COM ESTRELAS, SÓIS, GIRASSÓIS…
    SONHAMOS A VIDA TODA, O TEMPO TODO…
    SONHAMOS…
    SONHADORES PEREGRINOS…
    AH! OS POETAS…
     
    GRANDE BEIJO NO CORAÇÃO DESTA TAMBÉM PEREGRINA SONHADORA E…POETA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s