Soneto: – Meu Sonho

Meu Sonho

 

Meu sonho existe no sonhar

De um mundo que, no sonho, é risonho.

Porém, acordo, sempre, a meditar

Que aquele que, hoje, existe é tristonho.

 

foram os meus sonhos realidades,

Ao menos, no que tange à natureza.

Porque, no referente à humanidade,

È hoje, como sempre, uma tristeza..

 

A Terra, que do espaço, dizem azul,

Talvez que seja cinza, em verdade,

De tanto que, nas matas, o verde arde.

 

Dos pólos que são frios, norte ou sul,

Derretem as geleiras a cada hora

E o homem, ao perigo, ignora!

 

Manoel Virgílio

 
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s