Roletas do mor

  

Roletas do Amor

 

Amar sem ser amado é dolorido

Sonhar ser um amante, sem ter sido.

Os beijos que, em sonhos são beijados

Ao dia, na real, nos são roubados!

 

Amar sem ser amado, frustração

O amor te ser negado, rejeição!

Esperas por um amor que não terás

E a quem, a ti, te quer, rejeitarás.

 

Pierrot, ainda chora a Colombina

Que em meio aos confetes e serpentinas,

Levou-a, o Arlequim, no Carnaval.

 

Roletas do amor, não têm igual!

O Rei tem a rainha, quer a dama.

A Dama quer o valete a quem ama!

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s