O Estro, A Mulher e a Poesia.

 

O Estro, a Mulher e a Poesia

 

 O corpo quer ar puro p’ra viver,

O verso, sem bom estro, não existe.

O estro tem a musa para haver,

A musa, a inspiração, dele, consiste.

 

Não há um bom poeta sem bom estro,

Não basta ter a métrica e a rima.

O estro é inspiração que está acima;

Sem estro o seu verso não é destro.

 

E, Deus, de todo mundo o maestro,

Foi Ele quem criou o nosso estro, 

Mas, antes, fez a mulher, com alegria!

 

Mulher, Sua sublime criação

Que é para o poeta a inspiração,

A fonte, a razão da poesia.

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s