Um Micro Porretinha

 

 

Um Micro “Porretinha“

 

Agora que tens micro todo novo,

Com luzes a gás néon e transparente,

Qual fosse um baby doll  muito atraente,

Por certo exaltarás mais o teu povo.

 

Farás as poesias com mais gosto!

As crônicas da vida em tua rua,

Da velha, que a janela é seu posto.

Assim, ficas à telinha e esqueces a Lua.

 

Digitas tudo nele que acontece,

A tosse que não passa, da vizinha,

O amor que a viúva não esquece…

 

Queria ter um micro qual o teu

Que lava, passa, coze e cozinha

E, ainda, dorme a sesta, qual Morpheu,

 

Manoel Virgílio 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s