Rosa Blanca

 

 

Nos meus tempos de ginãsio aprendi a admirar o Camões o que mantenho até hoje, mas no colegial o que me marcou mais, em poesia, foi um pequeno  poema que aprendi no livro de Espanhol, de um cubano , José Marti, que viveu de 1853 a 1895 e que é uma verdadeira lição de v ida. Se todos a seguissem o mundo seria muito mais justo e feliz. Deixo-o , hoje, aqui para vocês o admirarem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 Rosa Blanca

 

Cultivo una rosa blanca

Em Julio como em Enero,

Para el amigo sincero

Que me dá su mano franca.

Y para el cruel que me arranca

El corazón com que vivo,

Cardo ni urtiga cultivo,

Cultivo una rosa blanca.

 

José Martí,  Poeta cubano (1853/1895)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s