Dueto de Efigênia Coutinh0 e João Evangelista

        AVSPE


         

 

Meus Seios
Efigênia Coutinho 
 

Meus seios, por onde desnuda-me
latentes fantasias um fogo ateia
de um verão vindo,deixando a razão
perdida na suplica por tua boca…
 
Meus seios, levo-te à boca, lês
dormentes segredos e deleita-se
ao beber o néctar, gostas de afagos
do aroma mais fundo do meu ser…
 

Meus seios, os beija faminto
caça-me fêmea da ébria loucura
com tua língua de veludo
saciando nossos desejos.
 
 
Meus seios, delicio ao deleite
nas labaredas da tua língua,
ao meio das coxas vaza
o teu pelo meu desejo!…
 

Balneário Camboriú

2007

  

teus Seios
João Evangelista Rodrigues


leio de letras lácteas
o alfabeto de teus  seios
alvos e altivos
saboreio teus desvios e devaneios
bebo o néctar de teus sobejos
toco a ateia de sentidos
antevejo em teu corpo girassóis
segredos de verão
teus seios suplicam minha boca
leio teu silencio
de cetim vermelho
tua pele  branca
em deleite
me lês
nu e sem enfeites
mansa mais que uma gata siamesa
bebo leite em tuas mãos
aromas e afagos
meu próprio ser
em tuas faces

beijo pelo prazer de beijar
ouço às cegas
o som macio
de minha língua de veludo indo ao
fundo indefinido de teu mundo
faminto e feminino
de delicados  delitos

deixo-me queimar nas labaredas
no meio de tuas coxas
entre os teus seios


cavalgo pelos prados
livre e sem receios
entrego-me a teus apelos
sob lua mansa em noite  de maré cheia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s