No Rercanto de Encantos …

 Hoje. Deth Haak, a "Poetisa dos Ventos" , da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores. 

 

 

 

 

 

Humanizar…

 

Oh! Olhares que vida da Natureza cega

Com ciscos da incompreensão enegrecida

Despida pelo sol que a inverdade agrega

Crueldade nas retinas da alma infanticida.

 

Algozes dos viveres que a pena segrega

Fileiras esquálidas da miséria combalida

Do ser dito famulento que a dor prega

As modorras inglórias. Bradarei a vida!

 

Que a aurora faculta mortificar noite dia

Cegos que se escondem enganando porvir

Das luzes agregadas nas hastes da Poesia.

 

Haveres pincelam os versos e tende argüir

Aos esconsos que hibernam na desarmonia

Refloresça amor!Senso de a aura ressurgir.

 

“A Poetisa dos Ventos”

Deth Haak

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s