Hoje, Efigênia Coutinho

 Para vocês, um presente de domingo: –  três poesias de Efigênia Coutinho, a Dama da Poesia.


TEMPO ENCANTADO
Efigênia Coutinho

A eternidade é exatamente isso:
a permanência do tempo, quando
saímos do nosso casulo tempo,
o tempo lá fora avançou anos,
e nós nem nos apercebemos.
porque, para nós, foram segundos em
que o início foi contemporâneo do fim!

Ao silêncio que flutua , o tempo vai
se revelando, são segredos de vida;
apenas a quem os sabe sentir, a
alma humana de maior ternura,
eternizando sua susceptibilidade.
Feliz, me encontraste no tempo, que
ainda não morreu, que ainda vive!

Neste caleidoscópio do tempo, coroado
de sonhos e magia, guardo a delicadeza
deste teu ilimitado coração de nobreza.
E ali,o tempo jamais vai atravessar…
Sina sou, é porque você também amou…
Lembranças, sinfonia, quimeras que marcou…
Todo o universo vai parar para o tempo encantar!

Balneário Camboriú
01Janeiro de 2008

 

 

 

Para todo o Sempre

Efigênia Coutinho

 

 

Queima-se o instante pelo tempo…
Passando com toda potência
uma multidão de aves salta

ramos em movimento pelo vento.

 

A promessa ao pé do ouvido,

o reinado das mensagens
respondidas, firmam-se dois

nomes, a insígnia para o Sempre!

 

O dia não termina nunca; abrem-se

janelas, portas, musicas , flores em
festas. O luar brilha em mil cristais,
Cruzam-se os sonhos dos que se amam!

 

Para todo o Sempre…É Amor sublimando,

Grito de paixão dentro do coração;

Traçando seu futuro aos pares; dançam
 nobres corações ao mesmo compasso!…

 

Balneário Camboriú
JANEIRO 2008

 

 

SE EU PUDESSE
Efigênia Coutinho

 

 

Entre duas afeições meu coração se divide,
e, qual a predileta, a custo delibera…
Aqui, medra incontida uma afeição sincera,
e. além, a arte floresce em carinhosa lide.

Verde, abundante cacho apenso a fértil vide,
alegre a arte produz, e a primazia espera;
e o amor, glacial florão de suave primavera,
pensa que a alma, na escolha, em seu favor decide!

Poderosos rivais, de ambos vivo cativa,
quer prestes atendendo á soberana Musa,
quer contentando o deus que de setas me criva!

Pois esta servidão, exclusiva e insistente,
no decorrer da vida os meus pendores usa,
deles conduzindo a soberba torrente!… 

 

 

Balneário Camboriú
 2007

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s