O Clovis Partiu

 

Uma homenagem a meu cunhado, o Jornalista Clovis Costa Paiva. . Amanhã, dois sonetos meus: "Liberdade" e "Sonhos São Libertos"

 

 O Clovis Partiu!

 

O Clovis, glorioso, segue à pira!

Se, antes. só a enterros assistira,

Assisto, vez primeira, u’a cremação.

Comove a cerimônia em emoção!

 

Partiu, Clovis, meu amigo, meu cunhado,

Oitenta e um anos após, aqui, chegado.

Por que nossa chegada é festejada,

Enquanto a partida é pranteada?

 

Talvez fosse mais certo, diferente:

– Orar sorte na v ida a quem nasceu,

Aplausos a quem honrou sua passagem.

 

O Clovis conquistou de sua gente

Aplausos pela v ida que viveu,

U’a vida que merece homenagem.

 

Manoel Virgílio

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s