Cadê os meus direitos?

 

 Eu Posso…O Que?

 

Eu sei o que quero, mas não posso,

Só posso o que deixam, o que já é nosso!

Eu quero liberdade sem conceitos

Que firam o meu jeito, os meus direitos.

 

Já bastam tantas Leis e regulamentos,

Ninguém liga p’ra eles um momento.

Do novo proibido eu quero prova

Sem ser necessário, … uma ova!

 

Aqueles que criam Leis são os primeiros

Que as usam p’ra enganar, a nós, os terceiros.

Segundos? São parentes, seus herdeiros.

 

E assim vão se formando oligarquias

Que têm um novo nome, hoje, em dia.

De nome, agora são: – democracias!

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Um comentário sobre “Cadê os meus direitos?

  1. Olá meu saudoso amigo! Sempre é hora de visitar amigos queridos!!!!
    Às vezes a indignação bate à nossa porta mesmo. Basta estar vivo em alma e inteligência!
    Belo soneto! Belíssima indignação!
    Beijos no coração e em breve voltarei.
    Criarei um novo blog e um novo orkut.
    Beijos da Iracema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s