Eu sonho com a tal felicidade

 

 

 Amor Das Minhas Idades

 

Saudades do que amo e nunca vi

E, mágoa, pois te quero e não senti

O aroma do teu corpo tão distante,

Ausente, mas sonhado a cada instante.

 

Eu sonho com a tal felicidade,

Porém, não sei se a minha está contigo.

Tu és com quem sonhei todas idades,

Um sonho que, há muito, dou abrigo.

 

Mulher, que, numa aura, vejo envolta,

De luz que ilumina o seu ser,

De amor que tanto tem p’ra oferecer.

 

Mulher, inspiração que me traz, solta,

Pairando entre astros no universo,

Razão do que expresso em meus versos.

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s