Proezas do Cupido!

Esse Cupido….

 

1      Cupido, Ela Não!

 

Eu tenho, ao meu lado o seu retrato

E, vendo-o; com Cupido, faço um trato:

– Por ela, não me fleche, por favor,

De mim, o que será, se lhe ganho amor?

 

Perdido na beleza de um sorriso,

È fácil ela tomar o meu juízo.

Ciente do perigo, eu insisto:

– Cupido, não me fleche, não resisto!

 

Se irá a minha vida, toda, em sonhos,

Os sonhos que farão, meu ser, bisonho,

A essa vida, eu, nunca me proponho.

 

Prefiro a escuridão do que a Aurora,  

Se não for p’ra viver como agora:

– Mais livre, sem ser dela, todas horas!

 

2 – Cupido, Traidor

 

Cupido me traíste, me flechaste!

Caíram as defesas que eu preparara.

Não sabes? É provável, nunca amaste,

Não sabes a sedução que ela usava.

 

Aquele seu sorriso atraente,

O olhar que atravessava, até, minh’alma,

Fizeram-me esquecer, de ser prudente,

Ganharam o meu ser, com muita calma.

 

Agora, não tem jeito, e a seus pés,

Curvado, humilhado, derrotado,

Rendi me ao poder da sedução.

 

Não valho, sem ter ela, nem mil réis!

Vencido, mas amante e bem amado,

Orgulho-me: – ganhei seu coração!

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s