Cuidados com o Indevido

Cuidados

 

Cuidei, nunca fazer o não devido

Mas falta, em minha vida, algo perdido.

Desejos que a todos, acometem

Que dizem, indesejáveis, mas acontecem.

 

Listaram, para mim, o que é pecado:

– Evite-os, assim, fui educado.

No lar, na escola, em toda minha vida,

Proibiram-me coisas indevidas.

 

Cuidados fui tomando a não errar:

 – Se cuide; é necessário não pecar!

Se penso, se eu posso discernir,

Porque ser dirigido o meu sentir?

 

E, hoje, está presente em meus sentidos,

Que muito eu perdi, no não vivido!]

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s