Dedicado a um Sonho

 

 

Suspiros de Amor

 

Queria sussurrar aos teus ouvidos,

Meu canto, a ti, em versos murmurar.

Eu longe estou de ti, mas não te olvido,

Lamento do teu ar, não respirar.

 

Difícil aos teus ouvidos, eu versar,

Sem que, aqui, estejas ao meu lado.

Assim, fico, tão longe a suspirar

Do amor, que é, somente, um amor sonhado!

 

Suspiro por amor, mas não me ouves

Imagens dos teus olhos, vêm aos meus

Qual fossem os mais lindos camafeus

 

Aqui, mesmo distante, que eu te louve,

Que verse à mais linda criatura

Que amá-la é, para mim, a mor ventura.

 

Manoel Virgílio

 

 

 

Anúncios

Ontem….

 

   

Ontem, Hoje e Amanhã

 

Tu, ontem. não me veio e não dormi!

Não tive minha amada para amar.

Espero-te ao meu lado, sempre, aqui:

– Passei a madrugada a clamar.

 

Eu, ontem, tive um dia em escuridão,

Não vi desses teus olhos, aquela luz,

Que deles se irradia num clarão

E alívio traz a essa dor que é a minha cruz.

 

Eu, hoje, ainda, choro tua ausência

E, louco, vou carpindo este amor

Que rima, nestes versos, só co’a dor.

 

Será que, no amanhã, minha carência,

Tu curas, afinal. com teu calor?

Será rima melhor, p’ra meu amor!

 

Manoel Virgílio

No meu “Recanto de Encantos”, a poetisa Silvia Maria

 

 

 

 

Silvia Maria mais uma poetisa que traz encanto a este meu recanto

 

 

 

 

Sonhando Estrelas

Silvia Maria

 

Neste azul tão infinito,

Eu há tempos vim morar.

Por um sonho mais bonito,

Um alto preço pagar.

 

Meu coração sem juízo,

De ingênuo foi gostar

De uma estrela, e por isso

Fiz do céu o meu lugar.

 

Troquei toda a minha vida

Pelo sonho de alcançar

Uma estrela perdida

Por quem fui me apaixonar.

 

A Deus fiz um pedido,

Virei colhedor de estrelas.

Como o vaqueiro junta o gado,

Junto todas para vê-las.

 

Ai, nasce a grande dor!

Tenho lágrimas aos molhos.

Busquei tão alto as estrelas

Que estavam nos meus olhos.

No meu “Recanto de Encantos” a Poetisa, Márcia Sanchez Luz

 

Márcia Sanchez Luz,  sonetista, sem dúvidas, das melhores,  nos brinda com sua inspiração privilegiada.

 

 

O Amor no Sonho

O amor é tão perfeito quando durmo,
que mal me dá vontade de acordar!
Mas não tem jeito – o dia vem soturno
e o sonho acaba. É duro acreditar.

O amor no sonho é como o deus Saturno,
num farto, afoito e intenso festejar;
o adeus ao laço – algoz e taciturno –
que avilta, agride e evita o libertar.

O amor de sonho é sempre um aconchego;
permite ao colibri (que não descansa)
um beijo à flor que finge desapego.

Amor assim é sábado constante;
acalma o que guardado a dor alcança
e afasta a realidade lancinante.

 

Márcia Sanchez Luz

No “Recanto de Encantos”, Rosângela de Oliveira.

 

Rosangela de Oliveira, a Rose, poetisa que não poderia deixar de escrever sobre as rosas. E,  quando o fez, o  fez com muita inspiração. Confiram. 

  

 

 

 
ROSA COR DE ROSA

Ganhei uma linda rosa!
A rosa que ganhei é cor de rosa.
De todas as cores esta é a cor
Que leva nome de flor.

A rosa que ganhei está aberta
Com lindas pétalas, perfeita.
Quem ma deu o alvo acerta,
Entre as flores, minha eleita.

As rosas são todas lindas,
A seduzir por sua beleza.
Para mim sempre bem vindas,
Por serem presentes da natureza

A rosa nem sempre é cor de rosa.
Há vermelhas, brancas e amarelas.
Todas são muito formosas.
Entre elas, a cor de rosa, a mais bela.

Expliquem-me, por favor!
Se é a cor que dá nome a rosa
Ou se é a rosa, que é cor de rosa,
Que empresta seu nome à cor.

Rosangela
19/03/2009

No meu “Recanto de Encantos”, Marinho Gil.

 

Marinho Gil, especialista em Trovas, incursiona, e muito bem,  entre os sonetistas. Aliás a trova é uma boa escola para o poeta e sonetista. Este, também, foi meu caminho.

 

 

 

 

 

SIGA!
*
SE O AMOR LHE BATE À PORTA
QUERENDO ENTRAR DE MANSINHO,
DÁ-LHE GUARIDA E CONFORTA
SEM NEM FAZER BURBURINHO.
*
SONHOS E DECEPÇÕES
SÃO PRÓPRIOS DE NÓS, MENINA
MAS AOS NOSSOS CORAÇÕES
O AMOR SEMPRE AZUCRINA.
*
PONHA O MEDO NA JANELA,
DEIXE QUE O VENTO O LEVE
PORQUE A NOSSA VIDA É BREVE…
*
POIS ACEITE DE BOM GRADO
ESTE AMOR QUE TE OFEREÇO
QUE SER FELIZ…NÃO TEM PREÇO!
*
MARINHO GIL
19/03/2009

 

Dueto Rosângela Oliveira e Manoel Virgílio

 

 

 

Coração de Mulher

 

Coração de uma mulher

Guarda segredos mil.

Nem ela consegue desvendar

Qual é o seu ardil.

 

Por mais que intente…

Querendo se entender,

Coração com seus mistérios

Faz do amor seu ministério.

 

Mas ama de modo errado,

Como borboleta de flor em flor,

Não se importando se é amado,

Se irá causar ou sentir dor.

 

Vive de muitos conflitos,

Ama e deixa de amar.

Na alma ecoa seus gritos

Acaba por a si mesmo magoar.

 

Sem a vida usufruir

Assim, segue, vai vivendo.

Não consegue se definir;

Sozinho, aos poucos vai morrendo.

 

Rosângela Oliveira

13/03/2009

 

 

 Ladrão de Ti

 

Eu roubo os teus olhos, diamantes,

Que brilham em beleza, cintilantes.

E roubo o coração que é tão amante,

Conquista que me faz ser mais galante.

 

Porém a tua alma eu não roubo;

Não bastam para isto meus arroubos.

Na alma, bem guardados, há segredos,

Por certo são mistérios, o que faz medo.

 

A alma feminina é imprevisível,

Ninguém explica bem o que é mulher.

Assim, eu não sei bem, quem bem me quer!

 

Parece que te tenho, mas…incrível!

Às vezes me parece que, enganado,

Invés de te roubar, eu fui roubado!

 

Manoel Virgílio