Liberdade, mas com disciplina.

 

 

 

Meu Norte

 

Eu guardo dentro em mim, ensinamentos

Que são em minha vida, o meu norte.

Pois guiam meus momentos, meus eventos

E, sempre, determinam a minha sorte.

 

Criado por uma avó, u’a matriarca,

Tornou-me – julgo um bem – disciplinado

Se, assim, levo na vida esta marca,

Vou vendo o que me cerca, revoltado.

                                                                      

Difícil conviver com essa baderna

Que dizem, hoje em dia, ser progresso,

Porém, à minha vista, é regresso.                                               

 

Nem todo modernismo é correto,

Há regras, não escritas, que são eternas

E as negam a educação dita moderna.

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s