A ti, muito carinho

 

 

 

 

 

 

A Tanto Carinho, Eu Verso!

 

A ti que me dedicas teu carinho,

Queria responder com belos versos.

Porém, eu não encontro um bom caminho

Que façam esses versos bem diversos.

 

Que tenham mais eloqüência que os demais,

Que mostrem bem melhor a minha lira,

Porque não os merece a outros iguais,

Tu és quem o coração, meu, admira.

 

E assim, por ti, meu estro, enfim, delira.

Rimando por um amor, que nos é negado,

Talvez, porque, ainda, não provado.

 

Amor, seja o meu ar, o que respiras

E venhas para mim, senão, definho,

Deitado, aqui, sozinho, em meus linhos.

 

Manoel Virgílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s