Futuro

   

Futuro

Manoel Virgílio

 

Futuro, só em parte, se constrói,

Ninguém tem um destino presumido.

Passado jamais volta, porém dói,

Presente nunca chega definido.

 

A vida nos resulta de momentos,

Momentos definidos a cada instante.

Aqueles maus momentos, são tormentos

Que tornam nossa vida sufocante.

 

Momento por momento se arquiteta,

Em parte, o que o futuro nos trará.

O resto só a ventura nos dará.

 

A parte que nos toca se projeta,

Sabendo-se que o resto cabe à sorte,

Assim, qual nosso fim: a própria morte!

 

No Dia do Poeta

 

 

 

  

Poeta Fingidor

Manoel V irgílio

 

Poeta é um fingidor, disse o poeta,

– Fernando, o que é Pessoa, grã pessoa –

Tão bem que finge a dor, a dor dileta,

Pois rima amor com dor e a dor entoa.

 

Poeta, poetisa com amor,

O amor, mas sem amor vive a vida.

Valor dá ao amor que lhe traz dor,

Que falta em sua vida tão sofrida.

 

Versando sobre o amor que finge ter,

Suprindo vai a falta que ele faz.

A falta que o inspira em seu sofrer

Na dor que sua ausência, sempre, traz.

 

Poeta finge ser um grande amante,

Pois versa a u’a musa a cada instante.

 

Será Quando…

 

...

 

 

 

Será Quando…

Manoel Virgílio

 

Será quando, não mais houver a flor,

E a Terra for sumindo sob o mar.

Será quando, também, se for o amor,

Não mais, nem existir o namorar.

 

Se o homem não usar a inteligência

Que a ele, tão somente, Deus, legou,

Usando-a a preservar sua existência,

Verá que com a vida ele acabou

 

Na Terra o efeito estufa extrapolou,

A fonte de água pura se findou

E rios não mais correm para o mar.

 

Geleiras lá dos pólos se extinguindo

Cidades, às marés, submergindo

 E o homem…toda, a culpa, a lamentar.

Se Jesus Cristi Voltasse…

Se Jesus Voltasse…

Manoel Virgílio

 

Voltasse o Jesus à Cristandade,

Aqui, à reforçar sua verdade,

Voltasse e encontrasse falsidade,

Mentira, ambição, desigualdade.

 

Voltasse e encontrasse, aqui, na Terra,

O homem, sempre, lutando por poder

E, ainda, envolvido em suas guerras

Matando aos semelhantes só p’ra ter.

 

Voltasse e, em sua Igreja, encontrasse,

Riqueza e sacerdote vendilhão;

De pobres, multidões, ainda achasse,

Nas terras, visse só poluição…

 

Jesus, desilusão, então, teria

E, triste, para os céus, retornaria!