A Poesia e a Globalização

A Poesia e a Globalização

Manoel Virgílio

.

Compete a ti, poeta de hoje em dia,

Salvar do globalismo a fantasia.

A globalização, que em tudo influi,

Não cabe à poesia, onde o bel flui.

.

Não há inspiração globalizada;

Nem uma poesia programada!

Depende de um poeta a imaginar,

O belo e a natureza recriar.

,

O verso não será pré-fabricado

E, nunca, numa série ser gerado,

Pois só o estro conduz à criação

E faz, na poesia, a gestação.

.

Poeta, pelo verso a se expressar,

Ao mundo, colabora melhorar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s